Governo bate recorde nos gastos com cartões corporativos

CLÁUDIO HUMBERTO

O dinheiro torrado em 2013 com cartões corporativos do governo federal ultrapassou os R$ 61 milhões e estabeleceu o novo recorde do mandato de Dilma Rousseff, segundo o Portal da Transparência. Como sempre campeã, a Presidência da República gastou R$ 18,6 milhões, mas 95% do total são mantidos sob sigilo sob a alegação de “garantir a segurança”, por isso não são detalhados no Portal da Transparência.

Sem miséria – Se fosse ministério, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) estaria em empate técnico com a Justiça. Gastaram mais de R$ 11 milhões cada.

2014 promete – Se a história se repetir, governo vai estourar os limites este ano. O ex-presidente Lula torrou R$80 milhões em 2010, ano da eleição de Dilma.

Pontuação máxima – Campeão de uso de cartão do governo foi o servidor Bruno Schettino com mais de R$ 105 mil gastos em churrascarias, pizzarias, flores etc.

Dinheiro vivo – Raul Mourão, outro servidor do governo, sacou R$ 9.170 na boca de caixas eletrônicos, para despesas de “pequeno vulto”. (Coluna de Cláudio Humberto)

Leia também:

Notícias Relacionadas