Bacelar diz violência na Bahia é maior que no Maranhão

João Carlos Bacelar
João Carlos Bacelar
No último final de semana 22 jovens com idades variando entre 14 e 25 anos foram assassinados na Região Metropolitana de Salvador, o que coloca a Bahia como o estado mais violento do país. O deputado estadual (PTN) João Bacelar lembra que, enquanto o país fica estarrecido com o grau de violência no Maranhão, onde se instalou a violência nos presídios locais.

“O país assiste estarrecida essa situação no Maranhão, mas não podemos esquecer que a violência na Bahia aumentou 200% no governo do PT. NA Bahia estão situadas duas das cinco cidades mais violentas do país. As polícias Civil e Militar estão desestruturadas e não tem meios de combater a criminalidade. Essa é a realidade da insegurança pública na Bahia e não vemos perspectiva de mudança”, afirmou Bacelar.

Segundo o parlamentar, as vítimas da violência tem nome e endereço: São jovens de 14 a 25 anos, negros, moradores da periferia, de famílias de baixa renda, com baixa escolaridade. “Essa situação comprova a falência das políticas de reparação e de segurança pública na Bahia. O estudo ‘Dinâmica Demográfica da População Negra Brasileira’, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), aponta que a população negra, majoritária no Brasil, é também a mais jovem, que tem mais filhos e está mais exposta à mortalidade por violência do que a população não negra. Isso comprova que as políticas de reparação, saúde, educação e de segurança pública não estão dando os resultados esperados e que a Bahia precisa mudar de rumos a fim de reverter esses números”, concluiu Bacelar.

Notícias Relacionadas