Marcelo Nilo cobra rapidez do TCE para julgar suas contas

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo (PDT), um dos fortes nomes para assumir a vice na chapa do PT nas eleições deste ano comentou a declaração do atual presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre o prazo de um ano para votar as contas do governo e da Casa Legislativa.

O conselheiro Inaldo Paixão declarou em entrevista exclusiva à Tribuna que julgará as contas paradas no tribunal. De acordo com o conselheiro, as contas da AL que aguardam julgamento são as de 2008, 2010, 2011 e 2012. Já as de 2013 acabaram de fechar e ainda estão no prazo.

“Eu respeito muito a pauta do Tribunal, gostaria que julgassem minhas contas. Agora tenho que respeitar o Tribunal , eles [os conselheiros] são independentes para julgar na hora mais conveniente e justa. Não posso interferir. Torço para ele julgar o mais rápido possível, mas respeito o tempo dele”, aponta Nilo, em contato com a Tribuna.

Na entrevista, o presidente do TCE foi questionado sobre a morosidade no julgamento de contas por seus pares. Inaldo Paixão disse que existem gargalos internos que precisam ser superados, mas que atuará para conseguir dar mais agilidade ao processo de controle externo. (Tribuna)

Notícias Relacionadas