Solidariedade apoia PT na Bahia mas também quer um espaço no governo

O recém-criado partido Solidariedade (SDD), comandado na Bahia pelo deputado federal Marcos Medrado, vai declarar apoio ao projeto do governador Jaques Wagner para as eleições de 2014, marchando junto com o pré-candidato à sucessão, o secretário da Casa Civil, Rui Costa. Com isso, o SDD deve ser mais um partido a se juntar com o PDT e o PR, que devem assumir espaço de destaque na gestão petista.

Esse caso pode ser mais um impasse a ser administrado pelo governador, que vai se desdobrar para suprir a ânsia por espaços dos seus atuais aliados. Nos bastidores já se fala, inclusive, que o novo partido, inicialmente, estaria de olho na Bahiatursa, já que a Secretaria de Cultura, antes comandada pelo socialista domingos Leonelli, deve parar nas mãos do PR.

Entretanto, o deputado federal Artur Maia, em entrevista à Tribuna, preferiu minimizar e afirmou que o partido não debateu a entrada no governo. “Nós, francamente, não discutimos essa questão de participação no governo com Rui [Costa]. Acho que essa discussão, naturalmente, vai acontecer, mas o partido, apesar de já ter dois parlamentares que estão ligados à base, eu não sou, estou chegando agora, nesse primeiro momento quer se engajar no projeto que Rui tem para apresentar para a Bahia. É desse projeto que queremos debater e participar”, completa. (Tribuna da Bahia)

Notícias Relacionadas