Souto deve anunciar candidatura ao governo até o final deste mês

Paulo Souto
Paulo Souto
O ex-governador Paulo Souto (DEM) deve anunciar, até o dia 31 de janeiro, que é candidato à sucessão de Jaques Wagner (PT). Segundo o blog Política Livre, Souto teria admitido a possibilidade a lideranças políticas que o procuraram esta semana, desejosas de uma definição do nome das oposições na disputa ao governo. Apesar de pretender aceitar o convite de seu partido para que saia candidato, Souto só deve anunciar a candidatura depois do Carnaval, como sempre defenderam o seu partido e o PSDB.

Segundo o Política Livre, o ex-governador teria sido convencido a aceitar a postulação depois de passar meses analisando o cenário local e concluir que são pequenas as chances de decolagem plena da candidatura do governo, representada pelo petista Rui Costa, atual chefe da Casa Civil do Estado. O empurrão definitivo, no entanto, teria sido a constatação de que, no campo das oposições, não há nome mais forte do que o dele próprio para confrontar o candidato governista.

Ante o risco de as oposições perderem o governo mais uma vez para o PT, ele teria preferido encarar o desafio de sua candidatura. Um outro fator estaria contribuindo para Souto aceitar a missão. Há plena convicção, entre as principais lideranças oposicionistas, de que, caso ele não tope ser o candidato, a oposição poderá se dividir entre pelo menos três candidaturas, comprometendo a chance de derrotarem o governo, hipótese em que acreditam com cada vez maior convicção.

Notícias Relacionadas