PSDB diz que ataque a Eduardo Campos mostra face ‘covarde’ do PT

A Executiva Nacional do PSDB divulgou nesta quarta-feira (8) uma nota na qual classifica como “flagrante demonstração de intolerância” o texto publicado na página oficial do PT no Facebook com críticas ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e a ex-senadora Marina Silva (PSB).

De acordo com a nota dos tucanos, o PT mostra “sua face covarde e autoritária” e “confirma a incapacidade de conviver com adversários e ideias que se contrapõem ao atual projeto de poder”.

“Agora na oposição, o governador de Pernambuco e a líder do Rede-Sustentabilidade experimentam a face covarde e autoritária do ativismo petista, da qual outros líderes das oposições têm sido vítimas contumazes, nas redes sociais: ataques organizados, quase sempre encobertos pelo anonimato de uma suposta militância edicada a destruir reputações, e que atua como um exército especializado em tentar transformar mentira em verdade e calúnia em informação”, diz o texto da executiva tucana.

Na terça-feira (7), o PT nacional publicou um texto intitulado “A balada de Eduardo Campos”. O artigo diz, entre outros ataques, que o governador é um “tolo”, um “playboy mimado” e que “vendeu a alma à oposição” ao descartar aliança com o PT e decidir se lançar ao Palácio do Planalto.

Além de criticar Campos, o texto fez ataques à ex-senadora Marina Silva (PSB), neoaliada de Campos, chamando-a de “ovo da serpente”. Segundo o artigo, Marina virou uma “pedra no sapato”, em referência às divergências entre os dois frente à política de alianças adotada pelo PSB. (Folha de São Paulo)

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. Israel Lawson

    O deputado Gonzaga Patriota decidiu partir para o ataque aberto na tentativa de conseguir o apoio do prefeito Alexandre Arraes. Ambos são do PSB e gozam de privilagiado assento na ‘mesa decisória’ de Eduardo Campos. Hoje, em plena sexta-feira, o parlamentar esteve em Araripina concedendo entrevista e se reunindo com o prefeito, para em seguida participar de almoço com parte da base aliada. Sem cerimônia, de frente para quatro vereadores do grupo e também para Boba Sampaio, foi ao ponto: “Quero trocar obras por apoio político”. Alexadre Arraes ficou balançado mas jogou a decisão para o governador. É certo que o prefeito de Araripina vai querer arrancar muitas obras em troca desse apoio. Gonzaga, contudo, mostrou-se apreensivo com a possível candidatura do filho mais velho de Eduardo Campos, o jovem João Campos, de 19 anos, já dado como campeão (antecipado) de votos da próxima legislatura. Enquanto Alexandre Arraes enumerava obras que considera prioritárias e Gonzaga se comprometia, o ex-vereador Boba Sampaio, também presente, se antecipou: “Se Alexadre apoiar já pode contar comigo”. Participaram ainda do encontro os vereadores Tico de Roberto, João Dias, Humberto Filho e Francisco Edvaldo. Ricardo Arraes, provável candidato do grupo a deputado estadual, ouvia atentamente as conversas e costurava apoios fora de Araripina, por telefone. Fosse a leitura de hoje a que prevalecerá mais adiante, já poderíamos considerar que Gonzaga patriota receberá o apoio do prefeito de Araripina, dependendo apenas de um SIM do governador. Nada disso ele confessou, nada prometeu, mas o clima conspira favoravelmnente neste sentido. A receptividade dos vereadores a Gonzaga Patriota é muito boa. João Dias já é seu eleitor.

Comentários estão suspensos