Luciano Simões diz que Governo do Estado não recolhe INSS dos servidores

Luciano Simões
Luciano Simões
O líder do PMDB na Assembleia, deputado Luciano Simões, iniciou o seu discurso na sessão realizada ontem (7) na Assembleia Legislativa, comentando o texto de autoria do ex-governador Antonio Imbassahy publicado no jornal A Tarde, sobre a ilegalidade do projeto do Governo do Estado que visa antecipar o uso dos royalties do petróleo. E aproveitou para denunciar outra ilegalidade cometida pelo atual governo: o de não cumprir com as obrigações sociais junto aos servidores públicos.

“Dos R$ 882 milhões de despesa de pessoal enumeradas no Fiplan, não se fez o recolhimento do INSS e das obrigações sociais, como o FGTS, que é uma obrigação do governo. Eu não quero aqui incriminar o secretário Manoel Vitório e sua equipe, pois a doença já vem de muito tempo”, declarou o parlamentar.

Simões disse ainda que o governador Jaques Wagner estava muito “mau informado” quando, há duas semanas, comemorou a saída da Bahia da lista de estados citados no Serasa. “Pelo contrário, a Bahia continua na lista de inadimplentes perante a União e está impedida de receber transferências do Governo Federal”, disse.

Notícias Relacionadas