Ruralistas miram a Funai após conflito no Amazonas

CLÁUDIO HUMBERTO

Diante do conflito entre índios e a população em Humaitá (AM), após o desaparecimento de três moradores supostamente mortos para vingar morte de cacique, a bancada ruralista decidiu pressionar investigações contra Funai e a aprovação da PEC 215, que transfere ao Congresso a demarcação de terras indígenas e quilombolas. Irritada com pedágios cobrados por índios, a população chegou a queimar a sede da Funai.

Caixa preta – Deputados alegam que Congresso não pode se omitir sobre denúncias de trambicagem da Funai, que atenderia a interesses estrangeiros.

Sem assistência – O prefeito de Humaitá, José Cidinei (PMDB), fez apelo ao Exército para garantir a assistência dos índios, que foram isolados após a tensão. (Coluna de Cláudio Humberto)

Leia também:

Notícias Relacionadas