Espírito Santo gastou mais com propaganda que prevenção

CLÁUDIO HUMBERTO

Apesar da crônica anunciada que é a tragédia com as chuvas de fim do ano, o governo do Espírito Santo gastou mais com publicidade do que com prevenção. Segundo Portal da Transparência, foram empenhados R$23,4 milhões, em 2013, ao programa Prevenção, Proteção e Socorro a Desastres, dos quais apenas R$ 7,7 milhões foram pagos. O valor equivale a 10% do que foi liberado para área de Comunicação Social.

Grana alta – O governo capixaba empenhou R$ 114,8 milhões para Comunicação Social nas diversas áreas, sendo que R$ 74,8 milhões já foram pagos.

Importância zero – Enquanto isso, destinou para a formação de profissionais da educação apenas R$ 753 mil, dos quais só foram desembolsados R$ 527 mil.

Que droga – As despesas com gestão de política sobre drogas também ficaram bem abaixo do valor gasto com publicidade: R$ 928 mil.

Pior ranking – Na sequência dos programas com menos verba estão o de redução de homicídios (R$ 1 milhão) e habitação de interesse social (R$8 milhões). (Coluna de Cláudio Humberto)

Leia também:

Notícias Relacionadas