Papa Francisco vira estátua de cera em museu de Roma

Agência ANSA

Roma – O museu de cera de Roma exibirá a partir do próximo domingo (8) uma estátua oficial do papa Francisco, a qual retrata a histórica aparição do Pontífice no balcão da Praça São Pedro minutos após ter sido eleito líder da Igreja Católica. A estátua será a de número 75 da ala de políticos, atores, cantores e esportistas do museu, aberto em Roma em 1958 e administrado pelo italiano Fernando Canini, o qual herdou o estabelecimento de seu avô.

Em dois meses, três artesãos fabricaram a estátua, que demandou 10 quilos de argila e sete de silicone. Nenhum deles, porém, conseguiu se reunir pessoalmente com o Papa para montar a estátua. O trabalho foi feito apenas com olhares atentos sob fotos de jornais. O primeiro passo na produção da estátua foi a fabricação do rosto de Francisco, feita pelo escultor Otello Scatolini, que já havia realizado o mesmo trabalho para a estátua do papa João Paulo II.

“É um trabalho que segue as antigas tradições. Começamos com uma armadura de metal que serve de base para a argila. Depois, com as mãos, fazemos os detalhes, os olhos…”, contou o artista, explicando que levou menos 48h para concluir essa etapa. “Talvez eu tenha esculpido rapidamente porque ele parece muito simpático. Geralmente, levo de dois a 20 dias para fazer um rosto”. A escultura, depois, ficou a cargo de Davide Bracci, professor da Escola de Maquiagem Profissional de Roma, e de Dario Argento.

A dupla foi responsável por moldar a estátua em silicone e colocar olhos de vidro e dentes artificiais. Os pelos das sobrancelhas e cabelos foram inseridos manualmente, fio a fio, por Bracci. Já as roupas da estátua de cera foram costuradas pelo alfaiate Adriano Taito. A estátua do papa Francisco ficará no museu ao lado de imagens de outros Pontífices, entre eles seu antecessor, Bento XVI. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas