Capa » Brasil » Cotidiano » Casos de roubo seguido de morte aumentam no estado de São Paulo em outubro

Casos de roubo seguido de morte aumentam no estado de São Paulo em outubro

Elaine Patricia Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O número de casos de latrocínio (roubo seguido de morte) cresceu em todo o estado de São Paulo, em outubro, com o registro de 29 casos, que resultaram em 29 mortes. No mesmo mês do ano passado foram 21 ocorrências. O dado foi divulgado na tarde de hoje (25) pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. A capital paulista lidera com 12 casos e 12 mortes. O número de ocorrências nem sempre coincide com o número de vítimas, pois pode acontecer mais de uma morte em cada caso.

O número de roubos também cresceu em todo o estado, passando de 19.196 em outubro do ano passado para 22.818 casos em outubro deste ano. “O roubo cresceu 18% no estado e o roubo de veículos, 21,1%. Esta alta pode ter vários motivos que a explique. Em primeiro lugar, a queda da subnotificação (quando as pessoas deixam de ir à delegacia prestar queixa). Pode ser que as pessoas tenham procurado mais a polícia e notificado mais as ocorrências de roubos e de roubos de veículos dos quais são vítimas”, disse o secretário de Segurança Pública Fernando Grella Vieira, durante entrevista coletiva de apresentação dos números.

Segundo o secretário, o registro de roubos ainda deve crescer este ano com a ampliação, a partir de hoje (25), da Delegacia Eletrônica da Polícia Civil, que passa a receber as notificações por meio da internet. Além disso, dentro de duas semanas, as pessoas também poderão fazer a notificação online das ocorrências de roubo em via pública. “Só não serão notificados roubos a residências, a estabelecimentos e dos quais resulte em lesão corporal das vítimas, já que nessas situações é preciso requisição da perícia”, explicou Grella. Isso poderá ser feito por meio do endereço http://www.ssp.sp.gov.br/nbo.

Os casos de homicídios dolosos (com intenção de matar) registraram diminuição na comparação com outubro do ano passado. Em outubro deste ano foram 391 registros, com 413 vítimas. No mesmo mês de 2012, foram 504 casos com 569 vítimas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, esta foi a maior redução no número de homicídios dos últimos cinco anos e meio, com queda de 22,4%.

A redução se deve, em parte, pela diminuição do número de homicídios dolosos na capital paulista, que passou de 150 casos, com 176 vítimas em outubro de 2012, para 108 ocorrências este ano, com 117 vítimas.

“Esta redução, de 113 casos (22,4%), é a maior em um mês desde abril de 2008”, disse o secretário. “Podemos dizer que vem se confirmando a tendência de queda dos homicídios dolosos. Se persistir essa tendência, estaremos ao fim do ano fechando muito próximo à taxa que tínhamos em 2011, de 10,4 [homicídios a cada 100 mil habitantes]”, completou Grella, ressaltando que o número ficaria abaixo do índice estabelecido pela Organização Mundial da Saúde, de dez homicídios a cada 100 mil habitantes.