Médica Kátia Vargas Pereira tem soltura negada pela Justiça

O pedido de liminar do habbeas corpus ajuizado pelos representantes da oftalmologista Kátia Vargas Pereira, investigada por provocar a morte dos irmãos Emanuel e Emanuele Dias, 22 e 23 anos, foi indeferido pelo desembargador Jefferson Alves de Assis e publicado no Diário da Justiça Eletrônico nesta quinta-feira (24).

De acordo com o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o pedido de liminar diz respeito ao requerimento do julgamento do habeas corpus em caráter de urgência. A ação ainda será distribuída por sorteio e poderá ou não ser julgada pelo mesmo desembargador que apreciou o pedido de liminar. O TJ-BA não informou quando o julgamento deverá acontecer.

As vítimas trafegavam em um moto quando foram atingidas pelo carro da médica no bairro de Ondina, em Salvador, no dia 11 de outubro. No dia 17, a médica recebeu alta do Hospital Aliança, onde foi internada após o acidente, e foi encaminhada para o presídio feminino no Complexo Penitenciário da Mata Escura. Ela permanece custodiada na unidade está quinta-feira.

A delegada Jussara de Souza, da 7ª delegacia, indiciou a oftalmologista por duplo homicídio triplamente qualificado. O inquérito do caso foi concluído pela Polícia Civil e encaminhado ao Ministério Público na sexta-feira (18). No domingo (20), foi realizada a missa de sétimo dia dos irmãos. (Do G1)

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. Juliana

    A MEDICA KATIA VARGAS É MÃE DE UMA DAS VITIMAS A EMANUELLE GOMES. A GAROTA NÃO É IRMÃ DO EMANUELL GOMES MAIS O PORQUE QUE ELA FEZ ISSO COM A PROPIA FLHA EU NÃO SEI SOMENTE ELA PODE RESPONDER.

Comentários estão suspensos