França avisa que ataques aéreas à Síria devem começar semana que vem

Paris – O presidente francês, François Hollande, disse hoje (30) que os ataques militares à Síria podem ocorrer quarta-feira (4) e que a rejeição britânica a uma intervenção não vai alterar a posição de Paris. “A França quer uma ação firme contra o regime de Damasco”, declarou Hollande, em entrevista ao jornal Le Monde, um dia depois de os deputados britânicos terem recusado uma intervenção militar na Síria. Na quarta-feira, o Parlamento francês reúne-se, em sessão extraordinária, para um debate, sem votação, sobre a situação na Síria.

“Cada país é soberano para participar, ou não, de uma operação. Isso vale para o Reino Unido, como para a França”, indicou Hollande, questionado sobre a possibilidade de intervir na Síria, sem o apoio de Londres. “Vou falar hoje com [o presidente norte-americano] Barack Obama”, acrescentou. Hollande, que é, a partir de agora, o principal aliado dos Estados Unidos após a decisão britânica, excluiu a possibilidade de qualquer intervenção antes da saída dos inspetores da Organização das Nações Unidas (ONU), que investigam na Síria os possíveis ataques com armas químicas.


Agência Lusa

Notícias Relacionadas