PSDB aprova expulsão de tucano que dá suporte à Rede de Marina

O diretório municipal do PSDB de São Paulo aprovou em votação anteontem, por unanimidade, a expulsão do deputado federal Walter Feldman – um dos principais articuladores da criação da Rede Sustentabilidade, partido que a ex-ministra Marina Silva tenta registrar no Tribunal Superior Eleitoral.

A justificativa, segundo o presidente municipal do PSDB na capital, Milton Flávio, é que “ele (Feldman) está se colocando como dirigente do futuro partido e existem fortes indícios de que, em sendo criada a Rede, para que Marina tenha palanque em São Paulo, o Walter pretenderia ser candidato a governador”.

Segundo Milton Flávio, o tema não estava previsto na pauta da reunião do diretório municipal, mas foi incluído após manifestação do presidente do Conselho de Ética do diretório estadual, José Alves da Silva. “Ele colocou (a proposta de expulsão de Feldman) e o diretório entendeu que a tese era válida.” Segundo o comandante do diretório municipal, “mais importante do que a confirmação ou não, é o gesto”. “O que estamos fazendo é marcando uma posição.”

Antes de ajudar Marina a criar a Rede, Feldman, que é muito ligado a José Serra, já havia ajudado Kassab a criar o PSD em 2011. O fato foi lembrado por Milton Flávio. “Ele já teve um pedido de desfiliação protocolado em função do apoio a Kassab. É uma reiteração.” (Breno Pires, Estadão)

Notícias Relacionadas