Eduardo Campos e Aécio inauguram ‘aliança tática’ contra Dilma

O governador Eduardo Campos (PSB-PE) e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), virtuais adversários em 2014, ensaiam parceria temporária para fortalecer seus nomes à disputa presidencial. Aliados querem que eles evitem agressões mútuas e estabeleçam, sempre que possível, convergência nas críticas ao governo Dilma Rousseff.

Hoje, Campos receberá o tucano para um jantar no Recife (PE), como antecipou ontem a coluna Painel. A ideia é mudar a pauta dos encontros regulares que realizam. Diálogo recente entre o governador de Pernambuco e o senador mineiro mostra quão afinados estão os dois virtuais candidatos à Presidência da República.

“Você é oposição, e eu sou aquele que reconhece quando há acertos [do governo federal]”, disse o pernambucano ao mineiro há pouco mais de dois meses.

“Esquece, Eduardo, esse sou eu, pô! Só dar porrada é discurso vazio”, retrucou, sorrindo, o tucano.

Nos últimos dias, Campos e Aécio fizeram críticas muito parecidas ao Planalto e à própria presidente Dilma, de quem o governador socialista ainda é formal aliado. Campos preside o PSB, partido com cargos no segundo escalão federal e dois ministérios (Integração Nacional e Secretaria de Portos). (Natiza Nery, Folha de São Paulo)

Notícias Relacionadas