Lobão convoca comitê para tratar de blecaute no Nordeste

Sabrina Craide e Vladimir Platonow
Repórteres da Agência Brasil

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ao lado do diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, explica o problema no abastecimento de energia elétrica em diversos estados do nordeste brasileiro (Foto: Fernando Frazão/ABr)
O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ao lado do diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, explica o problema no abastecimento de energia elétrica em diversos estados do nordeste brasileiro (Foto: Fernando Frazão/ABr)

Brasília e Rio de Janeiro – O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, convocou para amanhã (29) uma reunião extraordinária do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) para analisar o blecaute que atingiu a Região Nordeste na tarde de hoje (28).

O ministro esteve na sede do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), no centro do Rio de Janeiro, para tratar do tema. Segundo Lobão, a queda de energia não significa fragilidade no sistema do país, episódio que ocorreria em qualquer país do mundo.

“O impacto foi forte. Tomamos todas as providências no sentido de restabelecermos prontamente, na medida do possível, e depois cuidamos de investigar as causas. A população já está atendida com o restabelecimento e as capitais foram atendidas em no máximo duas horas. O governo está tomando todas as providências necessárias. Fragilidade não existe. O sistema é bom, é forte, é igual aos melhores sistemas do mundo. Esses episódios acontecem aqui, aconteceram recentemente nos Estados Unidos, por queimadas também, e em todas partes do mundo”, disse.

Lobão e o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informaram que a interrupção no fornecimento de energia na Região Nordeste foi causada por uma queimada em uma fazenda no município de Canto do Buriti, no Piauí, que resultou no desligamento de linhas de transmissão na região.

Notícias Relacionadas