Ataques no Iraque deixam pelo menos 49 mortos e 150 feridos

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Pelo menos 49 pessoas morreram e 150 ficaram feridas nas últimas horas em decorrência de mais de 12 ataques a bomba em bairros xiitas de Bagdá, capital do Iraque. Os ataques ocorreram de forma semelhante: carros e homens-bomba explodiram. Houve episódios parecidos nas regiões de Kirkuk e Mossul, no Norte do país.

Os ataques ocorrem após operações de segurança das autoridades contra grupos terroristas em Bagdá, no Norte e Oeste do país. O governo iraquiano recebe críticas por não conseguir resolver as causas da pior violência registrada no Iraque desde 2008.

Desde o início deste ano, mais de 3.700 pessoas foram mortas, aumentando o receio de retorno de um conflito armado na região. O ataque considerado mais grave foi em Jisr Al Diyala, no sudeste de Bagdá, deixando ao menos oito pessoas mortas e 22 feridas.

Por enquanto, não houve reivindicação de responsabilidade por grupos armados. Mas militantes sunitas (uma das correntes do islamismo), ligados à rede terrorista Al Qaeda são apontados como principais suspeitos. Mais de 600 pessoas morreram em atos violentos neste mês no Iraque.

Notícias Relacionadas