Servidores têm 45 dias para responder perguntas do censo do Judiciário

Brasília – A partir de hoje, 272 mil servidores de todos os órgãos do Judiciário terão 45 dias para responder as questões do 1º Censo Nacional do Poder Judiciário. A pesquisa foi lançada nesta segunda-feira para definir o perfil dos magistrados e de servidores. Está é a primeira vez que o censo é feito no Judiciário.

O questionário que está disponível no site do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os servidores deverão fornecer dados pessoais e funcionais. De acordo com o conselho, as informações serão mantidas em sigilo, e os participantes não poderão ser identificados. O tempo estimado para responder às 26 perguntas é cinco minutos.

Estão aptos a responder as questões os servidores dos tribunais superiores e da Justiça Estadual, Federal, Trabalhista, Eleitoral e Militar. Segundo o CNJ, não podem participar da pesquisa servidores cedidos a órgãos de outros poderes, estagiários e funcionários terceirizados. O levantamento também não envolve magistrados, que serão indagadoss em uma segunda etapa do censo.

De acordo com o conselheiro Emmanoel Campelo, do CNJ, o censo é um retrato inédito do Judiciário e vai permitir que o conselho possa melhorar os serviços prestados à população. Para a conselheira Maria Christina Peduzzi, “a excelência na prestação jurisdicional depende da excelência dos servidores e dos magistrados”.

Notícias Relacionadas