Rússia estuda incluir gays em grupo de risco

AGÊNCIA ANSA

Moscou – Em meio a discussões sobre a Lei de Doação de Sangue na Rússia, a Duma, a Câmara baixa do Parlamento russo, está avaliando incluir homossexuais novamente no grupo de risco — do qual saíram em 2008 –, impedindo que doem sangue.

O idealizador da medida, Mikhail Degtyaryov, membro do nacionalista Partido Liberal Democrático da Rússia (LDPR), alega que 65% “dos pacientes infectados com HIV são homens gays”. “Não se trata de discriminação, mas de uma medida relacionada à saúde”, concluiu.

Degtyaryov, que também atua como vice-presidente da Comissão Parlamentar de Ciência e Alta Tecnologia do Duma e concorre à Prefeitura de Moscou, anunciou outro projeto que prevê “aconselhamento voluntário anônimo” de psicólogos e sexólogos a homossexuais que desejem “voltar a ter uma vida normal, heterossexual, na qual vivem entre 95 e 99% dos russos”.

O Ministério de Saúde russo anunciou que estudará a questão “cuidadosamente”, admitindo, no entanto, que “é preciso ter em mente a questão dos direitos humanos e seus riscos”.

A medida está sendo estudada poucos meses após ser estabelecida uma lei que proíbe qualquer ato de “propaganda homossexual” na presença de menores, considerada discriminatória por diversas organizações. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas