Renato Aragão passa a noite em claro com ‘pavor’ de se aposenta

Aos 78, Renato Aragão disse que o seu “maior pavor” é parar de trabalhar. “Às vezes passo a noite em claro. Vou me aposentar? Tenho que ter projetos e projetos.” Afirmou ter ficado com vontade de ir para as ruas nas recentes manifestações no país. “O Brasil está começando a acordar.”

O ator e humorista conversou com jornalistas e com crianças na “Roda da Folhinha”, que comemora os 50 anos do caderno. O evento ocorreu no Teatro dos Quatro, no Rio, e teve transmissão ao vivo pelo UOL (que pertence ao Grupo Folha, que edita a Folha).

O criador e intérprete do personagem Didi Mocó contou que, numa determinada noite, pensou em ir a um protesto. “Estava de pijama, mas não tinha motorista para me levar. Foi só vontade. Iam pensar que queria aparecer.”

Aconselhou os jovens a não deixarem as manifestações esfriarem e disse que a sua geração estava acomodada. “Não tínhamos bandeira. Vocês estão botando o Brasil nos trilhos.” (Folha de São Paulo)

Notícias Relacionadas