Jornalista chama médicas cubanas de empregadas domésticas e gera polêmica

A jornalista Micheline Borges disse que foi mal interpretada e salientou  não ter preconceitos. Mas retirou do ar o seu perfil no Facebook.
A jornalista Micheline Borges disse que foi mal interpretada e salientou não ter preconceitos. Mas retirou do ar o seu perfil no Facebook.
Na manhã desta terça-feira (27), a jornalista potiguar Micheline Borges fez um comentário em sua página pessoal no Facebook sobre a aparência de médicos cubanos que chegam ao Brasil para atuar em cidades que indicadas através do programa Mais Médicos, do Governo Federal. A postagem ganhou repercussão nacional e fez com que a jornalista apagasse o perfil nas redes sociais. Para ela, a postagem não foi preconceituosa.

No Facebook, Micheline Borges postou comparação entre a aparência de médicas cubanas às de “empregadas domésticas”. “Me perdoem se for preconceito, mas essas médicas cubanas têm uma cara de empregada doméstica. Será que são médicas mesmo? Afe, que terrível. Médico, geralmente, tem postura, tem cara de médico, se impõe a partir da aparência. Coitada da nossa população. Será que eles entendem de dengue? E febre amarela? Deus proteja O nosso povo!”, postou a jornalista.

jornalista

A opinião logo se espalhou pelas redes sociais. Diversas pessoas reproduziram a postagem e fizeram comentários criticando a frase de Micheline Borges, que ainda se defendeu na rede social durante algumas horas.

“Se eu chegar numa consulta e encontrar um médico com cara de acabado ou num escritório de advocacia e o advogado mal vestido vou embora”, comparou, antes de encerrar a conta no Facebook.

Após a polêmica, Micheline Borges disse que foi mal interpretada. Ela garante que não é preconceituosa e que a postagem dela não teve a intenção de causar problemas.

“Não agi, de forma nenhuma, com preconceito. Não tenho preconceito com ninguém. Só acho que a aparência conta, sim. Que é algo importante”, disse a jornalista.

Devido à repercussão negativa, Micheline Borges decidiu que vai permanecer longe das redes sociais. “Vou deixar do jeito que está (sem redes sociais) porque as pessoas não aceitam o contraditório. Você não tem o direito de expressar a sua opinião, que logo vêm as críticas”, resumiu. (Tribuna do Norte)

Notícias Relacionadas

11 Comentários

  1. maria jose

    babaca filhinha de mamãe que nunca precisou de médico, me envergonha a maneira que os médicos cubanos estão sendo tratados.

  2. Claudio

    Infelizmente a jornalista tem razão. A aparência tem sido fundamental nas relações humanas a ponto de muitos estelionatários valerem-se da boa aparência para engabelar suas vítimas, inclusive gerentes de bancos. A confiança com base na aparência é assunto que é comum no dia a dia.

  3. A...

    Os imbecis e babacas “politicamente corretos” piram quando é dito qualquer coisa que pareça ofensivo a nordestinos, mulatos, negros e gays.

  4. silvio ferreira

    Porque toda jornalista potiguar com nome de micheline borges é Gorda e tem cara de Quenga???

  5. Luiza Lima

    Sabe o que é bom no Brasil e no mundo: é que tem sempre alguém querendo, só querendo ser superior ao outro:sulistas consideram-se melhores que os nortistas, argentinas> que brasileiros e assim por diante. Quem diria: uma uma potiguar brasileira, tercendo breve comentário sobre as médicas Cubanas. Cabe lembrar que algumas pessoas, no resto do mundo, ainda nos consideram selvagens (ela mora coladinha com selva).
    PS. o bom mesmo é sermos pisados por médicas brancas, chiques e elegantes. Quanto a dengue, é só segui o protocolo da boa educação que o mosquitinho dá mola!!!

  6. GIDEVALDO

    Essa jornalista deve ser de jornal de bairro. Micheline é bijuteria mão é ouro. o que ela tem contra as empregadas domésticas. Se a empregada tem cara feia é porque recebe pouca para limpar as bostas dela.

  7. LUZIA DALVA GONÇALVES

    Fiquei duplamente triste. Ser doméstica é um trabalho digno. Entregamos nas mãos destas profissionais o que temos de mais sagrado, nossos filhos e nossa casa. Por outro lado os médicos cubanos são seres humanos que querem trabalhar. A competencia só vão provar no dia a dia. O comentário foi infeliz e preconceituoso.

  8. miguel de cervantes

    Infelizmente temos que compartilhar o oxigênio do planeta com esse tipo de lixo humano que não reconhece que por baixo do tecido epitelial somos todos iguais. ” quanto mais conheço o ser humano, mais admiro os animais”

  9. miguel de Cervantes

    escoria da especie humana, o que você entende da realidade brasileira para ter uma opinião deplorável como esta? queria fama sua equina?( peço desculpas aos equinos pela comparação,eles não merecem ser comparados a esse verme inútil.) , volte a sua vidinha sem sentido e mantenha essa latrina (que você chama de boca) fechada, suas palavras fedem.

  10. tom

    a aparência deles só mostra que são escravos pela cara de decepção que tem com a forma que estão vindo para cá e que o governo brasileiro apoia isto, sendo que não receberão seus salários integralmente. o governo cubano receberá e designará quanto eles devem receber.por fim ….ESCRAVOS. Micheline não devia estar falando de cor de pele!

Comentários estão suspensos