Confiança dos empresários da construção volta a cair

Marli Moreira
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O Índice de Confiança da Construção (ICST), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), apresentou queda de 4,7%, no trimestre encerrado em agosto, ante um recuo de 4% na apuração dos três meses encerrados em julho.

Foi o segundo mês consecutivo em que a pesquisa Sondagem da Construção revela queda de confiança dos empresários na economia, em relação ao ano passado, ao atingir 116,3 pontos ante 118,8 em julho e 122 no mesmo mês de 2012.

A piora reflete a expectativa do setor quanto ao futuro próximo e quanto ao presente. O Índice de Expectativas (IE) passou de -0,8% para -1,4% e o Índice da Situação Atual (ISA) caiu de -7,8% para -8,5%.

Dos 11 segmentos pesquisados, sete indicaram maior desconfiança, entre eles o de obras de acabamento, com queda no trimestre de 4,3%, em agosto, ante -2% em julho. Das 685 empresas consultadas, 19,8% apontaram aumento no nível de atividade ante 24,9%, no mesmo período do ano passado. Entre os que disseram que a atividade caiu, o índice passou de 17,3%, em agosto de 2012, para 19,2%.

Notícias Relacionadas