Edward Snowden teria ficado em consulado russo em Hong Kong

AGÊNCIA ANSA

Moscou – Antes de chegar a Moscou, o ex-analista norte-americano Edward Snowden teria ficado dois dias em Hong Kong em uma missão diplomática russa, de acordo com o jornal Kommersant.

Segundo a publicação, que cita fontes próximas a Snowden, ele teria estabelecido contato com as autoridades russas quando estava em Hong Kong. Ele teria dito que estava pensando em pedir asilo a um país da América Latina e exibido uma passagem marcada para 23 de junho, da companhia Aeroflot, com destino a Cuba e escala em Moscou.

Desde o início do caso, o presidente russo, Vladimir Putin, afirma que o governo soube de última hora da chegada de Snowden a Moscou. O ex-analista viveu em uma zona de trânsito do aeroporto russo por quase um mês, até conseguir asilo temporário no país.

Snowden é o responsável por divulgar um sistema de monitoramento de dados pelo qual o governo dos Estados Unidos espionava milhares de cidadãos no mundo todo. Ele chegou a Moscou vindo de Hong Kong e pretendia seguir viagem a Cuba. No entanto, as autoridades da ilha teriam negado a aterrissagem do vôo da Aeroflot devido às pressões de Washington, informou o Kommersant. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas