MPF vai investigar venda de Gabriel pelo Bahia ao Flamengo

A transação que envolveu a ida do meia Gabriel do Bahia para o Flamengo, em janeiro deste ano, virou um dos objetos de investigação do Ministério Público Federal. O órgão instaurou um inquérito, conduzido pelo procurador José Alfredo Paula Silva, para apurar possíveis irregularidades cometidas na gestão do ex-presidente Marcelo Guimarães Filho, destituído do cargo por uma intervenção judicial.

O MPF investiga se houve sonegação fiscal e lavagem de dinheiro (entre outros crimes fiscais) cometidos na venda do jogador, a mais alta na administração de Marcelo Filho. Segundo informações extraoficiais divulgadas à época – não confirmadas pelo Bahia -, Gabriel teria tido 50% dos seus direitos econômicos negociados por R$ 5,9 milhões. Outros 30% teriam ficado sob a posse do empresário Carlos Leite. O Bahia teria mantido 20%.

Também à época da comercialização, foi veiculado por diversos órgãos de imprensa que o pagamento dos valores pelo time carioca seria em cinco parcelas, com a última marcada para abril de 2014. Na ocasião, a direção tricolor também não confirmou esta informação. (A Tarde)

Notícias Relacionadas