Após morte de 4 pessoas por traficantes, polícia reforça segurança em Pernambués

Passava das 6h30 de ontem (23) quando moradores da Rua das Flores, em Pernambués, acordaram com o barulho de muitos tiros. Eram cerca de dez homens de Saramandaia que invadiram o bairro e executaram André da Rocha Pinheiro, 22 anos, atingido por dois tiros, na perna e na cabeça, e Cleberson Cerqueira dos Santos, o Sariguê, 20, baleado 16 vezes, ambos moradores do lugar.

Testemunhas relataram que ouviram tiros durante 15 minutos. Um homem identificado como Fausto, que havia chegado no local junto com o bando de Saramandaia acabou morto na 1ª Travessa André Luis — possivelmente assassinado por comparsas. Os disparos foram de pistolas 9mm — de uso exclusivo das Forças Armadas.

O corpo de um quarto homem, ainda sem identificação, morador da Rua das Flores, foi encontrado no meio da manhã de ontem em um matagal. O delegado do caso, Odair Carneiro, da Delegacia de Homicídios Múltiplos, disse que não comentaria a investigação.

Mas uma fonte ligada à investigação, no entanto, informou que todas as mortes têm ligação e que ainda não se sabe se os mortos têm passagem pela polícia ou envolvimento com o tráfico. Ainda segundo a fonte, Cleberson e André não estavam armados quando foram mortos. Também não foram encontradas drogas. De acordo com familiares, as vítimas eram usuários de crack e cocaína.

Além dos três mortos, um homem identificado como Manuel Machado Moreira Filho, 31 anos, foi baleado no pé. Ele foi socorrido ao posto médico de Pernambués e depois procurou atendimento no Hospital Geral do Estado (HGE), de onde já foi liberado.

Sexta à tarde, a polícia voltou a ocupar o bairro. Por volta das 16h, três homens foram presos após roubarem um Chevrolet Astra. Um dos suspeitos, um adolescente de 17 anos, foi atingido na perna por disparos de policiais da 1ª Companhia Independente da PM (Pernambués).(Caíque Santos e Clarissa Pacheco, Correio)

Notícias Relacionadas