Al-Qaeda culpa Hezbollah por atentados no Líbano

AGÊNCIA ANSA

Cairo – O braço norte-africano do Al-Qaeda, o Aqmi, acusa o Hezbollah pelo atentado em Trípoli, no Líbano, que deixou ao menos 50 vítimas.

“Nós sabemos com certeza quem está por trás deste ato deplorável, as vis mãos do Hezbollah, que está ligado com [o presidente da Síria] Bashar al Assad”, informou o grupo por meio de um comunicado. O Aqmi acrescentou que haverá uma represália.

O Hezbollah, conhecido por sua luta contra Israel, vem perdendo apoio — especialmente entre os demais grupos fundamentalistas — após ter se ligado ao mandatário sírio na luta contra rebeldes que já dura mais de dois anos.

Duas explosões próximas a duas mesquitas em Trípoli, no norte do Líbano, deixaram ao menos 50 mortos e cerca de 500 feridos, informou o prefeito da cidade, Nader Ghazal. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas