Pena de Marcos Valério gera divergência e STF adia julgamento

Os ministros do Supremo Tribunal Federal encerraram a sessão de julgamento da ação penal 470 — o processo do mensalão — nesta quinta-feira, 22, sem chegar a uma conclusão sobre a aplicação da multa aplicada ao operador do mensalão, o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza (foto abaixo). A decisão ficará para a próxima quarta-feira, 28.

Valério foi condenado a mais de 40 anos de prisão, além de multa de R$ 2,78 milhões, por formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. No início da sessão, os recursos de Delúbio Soares, ex-presidente do PT, foram rejeitados.

A defesa do empresário apontou divergência entre a quantidade de dias-multa que constavam nas deliberações da parte decisória (dispositivo) e o extrato da ata do acórdão.(Valmar Hupsel Filho, Estadão)

Notícias Relacionadas