Polícia Civil recupera mais 124 peças sacras furtadas

Salvador – Mais 124 peças sacras, entre imagens, bustos, castiçais, quadros e pedestais, furtadas de igrejas e outros espaços no interior do estado, foram recuperadas pela Polícia Civil, num antiquário pertencente a Marcos Lavrador de Souza, de 35 anos. Ele foi preso, na semana passada, durante operação da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), quando outras 70 obras de arte foram apreendidas.

A polícia apurou que Marcos é dono de um antiquário, localizado na região de Humildes, distrito de Feira de Santana, onde estavam sendo comercializadas peças furtadas em Cachoeira, cidade do Recôncavo, e em Bonfim, distrito de Feira de Santana. Ele já vinha sendo investigado pela participação no furto de imagens, quando os policiais encontraram na casa dele uniformes, coletes, uma pistola 380 e R$ 15 mil, que a polícia suspeita ser proveniente do assalto ao banco de Barra da Estiva, ocorrido no dia 12 deste mês.

Além de Marcos, seu comparsa, Gilvandro Lima dos Santos, o “Vando”, 53, guardava em sua casa coletes balísticos, fardas do exército, luvas, armas – entre elas um Fuzil AK47 e duas espingardas calibre 20 -, munições e veículos. De acordo com o coordenador regional, delegado Ricardo Esteves Brito Costa, outros integrantes da quadrilha, cuja participação em outros assaltos a banco no interior é investigada, estão sendo procurados pela polícia.

Notícias Relacionadas