Material apreendido com David Miranda será examinado pela Scotland Yard

AGÊNCIA ANSA

Londres – Autoridades britânicas conduzirão uma investigação criminal sobre o material apreendido no começo desta semana com o cidadão brasileiro David Miranda, que foi retido por cerca de nove horas no aeroporto de Heathrow, em Londres último domingo, com base na lei britânica anti-terrorismo.

A Justiça do Reino Unido, no entanto, determinou que os documentos poderão ser examinados, exclusivamente por razões de segurança nacional, até o dia 30 de agosto apenas. Além disso, o material não poderá ser repassado a nenhuma instituição ligada ao governo britânico ou a outros governos.

De acordo com a Scotland Yard os objetos apreendidos “contém material sensível em termos de segurança pública”.

Miranda é casado com o jornalista Glenn Greenwald, do jornal The Guardian, que revelou documentos sobre o sistema de monitoramento do governo dos Estados Unidos obtidos pelo ex-analista dos serviços secretos Edward Snowden. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas