WikiLeaks: Bradley Manning é sentenciado a 35 anos de prisão

AGÊNCIA ANSA

Washington – O militar norte-americano acusado de revelar informações secretas ao site WikiLeaks, Bradley Manning, foi sentenciado a 35 anos de prisão pela Corte de Fort Meade. A Promotoria pedia 60 anos de condenação, enquanto a Defesa pedia 25 anos de prisão. A pena máxima possível neste caso seria 90 anos, devido às 19 acusações que enfrentava, entre elas furto e violações de legislação militar.

Ele poderá pedir liberdade condicional após cumprir pelo menos um terço da pena.

Além da condenação, a Corte sentenciou que Manning será afastado com “desonra” das Forças Armadas.

No final de julho, o militar foi absolvido da acusação de colaborar com o inimigo, que poderia o condenar a prisão perpétua. Segundo os juizes, Manning, militar de 25 anos, teria violado cinco vezes o Espionage Act, a lei sobre a espionagem. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas