Coluna de Cláudio Humberto: toma-lá-dá-cá com o PMDB custou R$ 12 milhões.

Diante da ameaça do Congresso de votar vetos bomba, cuja derrubada impactaria as contas do governo, a presidenta Dilma prometeu liberar – até a segunda quinzena de setembro – mais R$ 6 milhões em emendas parlamentares a cada deputado do PMDB. O líder Eduardo Cunha (RJ) enviou ofício avisando a bancada da remessa de dinheiro que, com os R$ 6 milhões já liberados, alcançarão R$12 milhões em tempo recorde.

Balcão de negócios
Desde que se viu em queda brusca de popularidade, Dilma ordenou os ministros a abrirem o cofre para garantir apoio no Congresso.

Conta apresentada
Os deputados colocam a faca no pescoço do governo exigindo os R$15 milhões fixados no Orçamento de 2013. Dilma promete R$12 milhões. (Leia na íntegra AQUI a coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas