Hospital da Bahia já realizou quase 2 mil cirurgias bariátricas

Salvador – “A cirurgia bariátrica tem o intuito principal de melhorar a qualidade e ampliar o tempo de vida de pacientes obesos”. Essa é a definição do coordenador do Núcleo de Obesidade e Cirurgia Bariátrica do Hospital da Bahia (HBA), Marcelo Zollinger, sobre o objetivo maior de quem se submete à cirurgia de redução de estômago. O núcleo funciona há três anos e já realizou quase 2 mil cirurgias, atendendo, em média, a 55 pacientes por mês.

Marcelo Zollinger ainda reforça que a realização da cirurgia bariátrica não dá ao paciente um atestado de emagrecimento eterno. “A operação tem uma espécie de ‘tempo’. Após isso, a manutenção da perda de peso cabe ao cumprimento rigoroso do paciente a todas as recomendações médicas, desde alimentação adequada a exercícios físicos periódicos e regulares”, ressaltou.

Um coquetel reunindo membros da diretoria do HBA e pacientes do Núcleo de Obesidade marcou a celebração dos três anos de funcionamento do centro. Durante o evento, no HBA, o coordenador fez uma apresentação sobre a cirurgia bariátrica e todos os fatores que a envolvem.

O HBA possui estrutura de ponta e conta com uma equipe multidisciplinar para o tratamento do paciente obeso. Além do cirurgião, a equipe conta com nutricionista, fisioterapeuta, psicólogo, endocrinologista, cardiologista e enfermeiro. Para Marcelo Zollinger, esse aparato é fundamental para cuidar desse paciente e de toda a família, que também está inserida no contexto. “Uma cirurgia de alta complexidade como essa precisa ser feita com todos os esclarecimentos possíveis, estendendo-os aos familiares do doente”, afirmou.

Notícias Relacionadas