Brasileiro retido em Londres teve equipamento eletrônico apreendido

Cristiane Ribeiro
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O brasileiro David Michael Miranda, de 28 anos, companheiro do jornalista americano Glenn Greenwald, que revelou a existência de um sistema de espionagem eletrônica do governo dos Estados Unidos, desembarcou hoje (19) cedo no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro, depois de permanecer, nesse domingo, quase nove horas detido no Aeroporto de Heathrow, em Londres.

Na chegada, David disse que foi abordado no aeroporto de Londres por vários homens que lhe disseram que seria levado a uma sala para ser interrogado. “Fizeram perguntas sobre a minha vida inteira e ainda levaram o meu computador, o videogame, celular, máquina fotográfica e cartões de memória”, relatou. O passaporte também ficou retido e só foi devolvido depois do interrogatório.

Glenn Grennwald é colunista do jornal britânico The Guardian, jornal que publicou suas denúncias. Ele aguardava o companheiro no saguão do aeroporto no Rio e considerou o episódio uma forma de intimidá-lo. “Agora, eu vou fazer reportagens com muito mais agressão do que antes. Vou publicar muito mais documentos do que antes”, disse.

Notícias Relacionadas