Confiança da indústria melhora, mas indicador ainda é baixo

Brasília – A confiança da indústria melhorou, mas o indicador ainda está em nível baixo, mostra o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), que passou de 49,9 pontos em julho para 52,5 pontos em agosto. A informação foi divulgada hoje (16) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O Icei varia de 0 a 100, sendo que valores acima de 50 indicam empresários confiantes.

Segundo a CNI, o crescimento do indicador em 2,6 pontos “é importante para a retomada da economia, mas cabe ressaltar que o nível de confiança dos industriais continua significativamente baixo”, disse. O resultado de agosto é o segundo mais baixo desde a crise de 2008, superior apenas ao de julho.

De acordo com o indicador, os empresários continuam percebendo piora nas condições atuais da economia brasileira e da própria empresa, em comparação com os últimos seis meses. O indicador ficou abaixo de 50 pontos. Mas a expectativa é que a situação não vai piorar nos próximos seis meses.

O aumento da confiança foi observado em empresas de todos os portes, mas as grandes apresentaram expansão mais acentuada. No caso das grandes empresas, o indicador passou de 50,4 para 53,2 pontos. O indicador de confiança das empresas médias passou de 49,1 para 51,7 pontos, enquanto o das pequenas foi alterado de 49,9 para 52,1 pontos, de julho para agosto.

A coleta de dados foi feita de 1º a 13 deste mês, com 2.513 empresas, sendo 901 pequenas, 988 médias e 644 grandes.

Notícias Relacionadas