Polícia desarticula a quadrilha que roubou Bradesco da Barros Reis

Salvador – Suspeitos de participação no roubo a agência Bradesco/Barros Reis, em Salvador, invadida por um grupo de pelo menos 16 homens armados com marretas e pedras, no dia 6 deste mês, quatro homens foram presos, no Matatu, a bordo de um Crossfox branco roubado. Dois deles já respondem por homicídio e são suspeitos também de terem assaltado, em maio, a Casa do Tricolor, loja que vende produtos oficiais do Esporte Clube Bahia, na Pituba.

Investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) surpreenderam Juraci Alves Bispo Filho, 26 anos, Paulo Roberto Junqueira Campos, 25, Lucas Pinto de Souza, 22, procedentes do subúrbio de Paripe, e Alessandro de Oliveira Santana, o “Vevéio” ou “Vega”, 24, residente na Vila Laura, nas imediações do Conjunto Laura Catarina. Numa casa ocupada pelos criminosos, na rua Maria Joana, em Luis Anselmo, apreenderam dois revólveres calibre 38 municiados, um deles com a numeração suprimida.

O delegado Fábio Luis Silva, plantonista da DRFRV, autuou os quatro assaltantes por prática de receptação, porte ilegal de arma e formação de quadrilha, encaminhando-os ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Segundo o delegado Marcelo Sansão, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (Atlântico), Veveio – dois – e Juraci – um – já respondem a processos por assassinato. Já Lucas é investigado como participante de uma execução na área do subúrbio.

Veveio, que também responde a inquérito policial por lesão corporal e porte ilegal de arma, e Juraci são apontados, por investigadores da 6ª Delegacia Territorial (Brotas), como dois dos criminosos que invadiram a loja do Bahia, na avenida Manoel Dias da Silva. Eles e os comparsas Lucas e Paulo Roberto também podem estar envolvidos no assalto à agência bancária na Barros Reis, cuja investigação é conduzida pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). O veículo Crossfox, apreendido com o grupo, fora tomado de assalto no último domingo (11), na Ladeira do Cabula.

Notícias Relacionadas