‘Não deixem roubar suas esperanças’, diz papa Francisco

AGÊNCIA ANSA

Cidade do Vaticano – O papa Francisco declarou hoje, dia 15, que “a esperança é uma graça de Deus” e pediu aos fiéis que “não deixem roubar suas esperanças”. Na homilia realizada durante a missa para a festa da Assunção, celebrada na residência pontifícia de Castel Gandolfo, Francisco afirmou que a esperança “é a virtude de quem, experimentando o conflito, a luta cotidiana entre a vida e a morte e ente o bem e o mal, acredita na ressurreição de Cristo e na vitória do amor”.

“A Igreja, se no céu é associada a glória de seu Senhor, na história vive constantemente as provas e os desafios que apresenta o conflito entre Deus e o Diabo, o inimigo de sempre.

Nessa luta que os discípulos de Jesus e nós todos devemos enfrentar, Maria não nós deixa sozinhos”, afirmou o Pontífice durante a homilia. O discurso do Papa se concentrou em três palavras “luta, ressurreição, esperança”. Ele também falou sobre o papel e a “dignidade” da mulher, que devem ser “compreendidos” e exaltados na Igreja.

“O texto do livro da Apocalipse apresenta a visão da luta entre a mulher e o dragão. A mulher representa a Igreja, que é de um lado gloriosa, triunfante e do outro ainda em trabalho de parto. A Igreja é assim, em perene conflito entre Deus e o Diabo”, disse Francisco.

Para celebrar a solenidade da Assunção, Francisco escreveu uma mensagem no Twitter rezando para Santa Maria. “Maria, Mãe de Deus, reza por nós, pecadores, e guia-nos pelo caminho que conduz ao Céu”, escreveu o Papa em seu perfil oficial @Pontifex.

Durante a missa celebrada em Castel Gandolfo, o Pontífice também pediu para os fiéis rezarem para que a difícil situação no Egito possa ser resolvida rapidamente. “Chegam infelizmente notícias dolorosas do Egito. Eu quero assegurar minha oração para as vítimas, seus familiares, os feridos e todos que sofrem. Rezamos juntos para a paz, o diálogo e a reconciliação naquela terra querida e no mundo inteiro”, afirmou o Papa.

Francisco chegou na residência pontifícia de carro, e antes de celebrar a solenidade visitou um monastério de clausura das freiras clarissas. Ele recebeu um longo aplauso pela multidão de fiéis que o aguardavam na praça de Castel Gandolfo. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas