Suspeitos de assassinar funcionária da UFBa são presos

Antes mesmo da Polícia Civil divulgar o retrato falado dos suspeitos de matar a jornalista e servidora da Ufba Selma Barbosa Alves, os policiais da Operação Apolo da PM localizaram e prenderam os dois homens entre a noite de terça-feira (13) e a madrugada desta quarta-feira (14). Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), onde estão sendo apresentados.

Segundo o tenente Marcelo da Operação Gêmeos, que participou do cerco contra os assaltantes no dia da morte da jornalista e auxiliou na investigação do caso, Raimundo Santana Portela Filho, baleado durante a perseguição, foi preso na noite de ontem no bairro de Pau Miúdo, em Salvador. Já Roberval Bispo de Souza foi preso na cidade de Irará, que fica a 123 quilômetros de Salvador. Segundo a polícia, ele já tem passagem por roubo de carros.

Selma foi baleada após parar o carro para deixar uma amiga em casa, na rua Arthur de Azevedo Machado, no bairro Costa Azul. Ela teve o veículo fechado por um Celta preto, de onde desceu um homem armado, que atirou em sua cabeça, retirou o corpo do carro, um Punto, e fugiu com o comparsa.

Selma, que coordenava o Laboratório de Vídeo da Faculdade de Comunicação da Ufba (Facom), onde trabalhava há mais de 20 anos, costumava frequentar o centro espírita aos domingos. Mas, dessa vez, havia passado a noite em casa, nas imediações do Centro de Convenções, estudando com uma colega do curso de Pós Graduação em Gestão de Processos Universitários, da Ufba. (Correio)

Notícias Relacionadas