Papa Francisco diz ter receio dos ‘cristãos quietos’

AGÊNCIA ANSA

Cidade do Vaticano – O papa Francisco afirmou hoje que tem receio “dos cristãos quietos”, “que acham que sabem tudo” e que estão concentrados somente em si mesmos. Em carta o bispo de Concepción, dom Armando José Maria Rossi, enviada para as celebrações dos 50 anos do nascimento da diocese argentina, Francisco escreveu que os “cristãos quietos acabam sendo como a água parada”.

“Sem perceber, progressivamente eles acabam fechando o coração ao Senhor e se concentram somente em si mesmos”, afirmou o Pontífice, que na carta definiu esses fiéis como “cristãos para si próprios”.

No texto, o Papa lembrou os dias que passou na diocese quando era ainda arcebispo de Buenos Aires, e os padres que ouviram suas palavras. Quase retomando o dialogo interrompido, Francisco indicou na carta três palavras-chave “caminhar, se fazer discípulos e anunciar”.

“Anunciar que dizer ser missionários, levar o nome, os ensinos e os gestos de Jesus aos irmãos”, escreveu o Pontífice, lembrando que “o cristão caminha, se deixa transformar em discípulo e anuncia”.

O Papa concluiu a carta com um pedido: “sejam inquietos, porque o amor de Jesus vale a pena ser vivido”. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas