Governo de São Paulo vai processar Siemens

Bruno Bocchini
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O governo do estado de São Paulo anunciou hoje (13) que vai processar civilmente a empresa Siemens, acusada de formação de cartel em contratos firmados com o estado entre os anos de 1999 e 2009. De acordo com o Executivo paulista, a empresa será processada por ter lesado os cofres públicos.

“Vamos fazer um processo contra a empresa Siemens por lesão aos cofres públicos e ao estado de São Paulo, exigindo a indenização de toda a lesão proferida”, informou, em entrevista coletiva, o governador Geraldo Alckmin. Segundo o governador, outras empresas poderão ser processadas. Ele explicou que a Siemens será processada agora por que já assumiu, em um acordo de leniência, que praticou cartel em licitações de metrô e trens no estado.

Questionado sobre como o estado de São Paulo foi lesado pela empresa, durante vários anos, sem perceber, Alckmin respondeu que não é fácil detectar o crime de cartel. “Conluio entre empresas no mundo inteiro não é fácil de ser identificado. O Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica], que é o responsável por isso, que existe para isso, só identificou [o cartel] porque uma empresa foi lá e fez o acordo de leniência. Ele, que é o responsável por evitar [formação de] cartel, tem dificuldade.”

Alckmin ressaltou que, somente ontem (12), o governo conseguiu, por meio de decisão judicial, ter acesso aos documentos e depoimentos colhidos pelo Cade. “Isso foi importante para termos conhecimento de todo o acordo de leniência. Lamentavelmente, [isso] atrasou todo o nosso trabalho mais de um mês, mas vencemos judicialmente, tivemos acesso aos documentos, e hoje estamos anunciando o início do processo.”

Notícias Relacionadas