Dias espera convocar ex-diretor que delatou propinoduto na Petrobras

Álvaro Dias apresentou requerimento para investigar o esquema no Senado
Álvaro Dias apresentou requerimento para investigar o esquema no Senado
O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) afirmou nesta terça-feira (13) ao Diário do Poder que espera para a próxima semana a votação do seu pedido para ouvir o ex-diretor da BR Distribuidora, João Augusto Rezende Henriques, sobre as denúncias feitas à revista Época. Ele delatou um suposto esquema de corrupção na Petrobras para favorecer parlamentares do PT e do PMDB durante a campanha eleitoral de 2010 – inclusive a presidenta Dilma Rousseff.

“Nós temos que ouvir [Henriques] e questioná-lo para aprofundar no assunto e ver se as denúncias realmente têm consistência”, explicou. “Se confirmado, levaremos o caso ao procurador-geral da República”, completou.

Na publicação da revista Época desta semana, o ex-diretor aparece dizendo que todos contratos firmados na área internacional da Petrobras passavam por ele, que cobrava uma espécie de “pedágio” dos empresários interessados. Do total do dinheiro arrecadado, de 60% a 70% do valor era repassado aos partidos políticos para que beneficiassem parlamentares do PT e do PMDB, além de candidatos da última campanha presidencial de 2010. Segundo o delator, só o PT recebeu US$ 8 milhões de pedágio cobrado dos empresários – dinheiro que teria sido repassado para campanha de Dilma.

Ambos os partidos negaram participação no esquema.“João Augusto Rezende Henriques não tinha autorização ou delegação para falar ou atuar em nome do PMDB, nem para buscar recursos para a campanha”, informou, em nota, o PMDB. A Petrobras ainda não se pronunciou sobre o assunto. (Diário do Poder)

Leia também:

Notícias Relacionadas