Propina na Petrobras: deputado irá ao STF para instalar CPI

O deputado Maurício Quintella (PR-AL) disse neste domingo que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) esta semana para que seja instalada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. Segundo Quintella, as denúncias de desvio de verbas de contratos internacionais da Petrobras para políticos do PMDB, publicadas neste fim de semana pela revista “Época”, ampliam as possibilidades de investigação na Câmara.

O engenheiro e ex-funcionário da Petrobras João Augusto Rezende Henriques disse, em entrevista à “Época”, que peemedebistas de Minas receberam propina de contratos internacionais assinados pela estatal — até julho do ano passado, a diretoria da área internacional da Petrobras era ocupada por Jorge Zelada, apadrinhado pelo PMDB mineiro. Na denúncia, o engenheiro citou o atual ministro da Agricultura, Antônio Andrade, e o presidente da Comissão de Finanças da Câmara, João Magalhães. Ainda segundo Henriques, o dinheiro teria sido utilizado para abastecer o caixa da campanha de Dilma Rousseff na eleição de 2010. (Vinicius Sassine, O Globo)

Notícias Relacionadas