Polícia procura autor de tiro que atingiu prédio da Prefeitura do Rio

Agência Brasil

Rio de Janeiro – A Polícia Civil fez hoje (12) uma perícia para ajudar na identificação do autor de um tiro que atingiu a janela do 12º andar do prédio da prefeitura do Rio, em Cidade Nova, região central da cidade, na noite do último sábado.

No local, os peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli encontraram um projetil, que foi encaminhado para análise. O policiamento foi reforçado. Esta foi a terceira vez, desde junho de 2002, que o centro administrativo da prefeitura foi atingido por tiros.

De acordo com a delegada Valéria Aragão, a polícia busca câmeras de segurança e testemunhas que possam informar de onde partiram os tiros. A delegada aguarda o resultado dos laudos da perícia para prosseguir com a investigação.

Em 2002, no mandato do prefeito César Maia, foram disparados mais de 100 tiros de fuzis, que estilhaçaram as vidraças do gabinete do secretário de governo, no 13º andar, além de outras janelas.

Em janeiro de 2011, durante uma operação da Polícia Civil nos morros da Mineira, São Carlos, Querosene e Zinco, no Estácio, cinco janelas, em três andares diferentes, foram atingidas por tiros que estilhaçaram os vidros do 5º andar, do 10º andar e do 14º andar. Além disso, o 11º andar do prédio anexo, onde funciona o Instituto de Previdência e Assistência do Município (Previ-Rio) foi atingido.

A prefeitura do Rio espera o resultado da investigação para se pronunciar sobre o caso.

Notícias Relacionadas