Polícia prende caminhoneiro com meia tonelada de maconha

O caminhoneiro Helvécio Luiz Semim foi preso no último sábado
O caminhoneiro Helvécio Luiz Semim foi preso no último sábado
Salvador – Representantes da Força Tarefa de Combate ao Narcotráfico, integrada pelas polícias Civil, Militar e Federal, além do Poder do Judiciário e Ministério Público, apresentaram na tarde desta segunda-feira (12), na sede da Secretaria da Segurança Pública (SSP), no Centro Administrativo da Bahia, o caminhoneiro Helvécio Luiz Semim, preso no sábado (10), com 405 quilos de maconha, divididos em 390 tabletes.

A droga estava escondida no caminhão bitrem pertencente a Helvécio, na oficina de uma transportadora na Boca do Rio. Abordado por policiais civis e militares, há dois dias realizando campana no local da apreensão, o caminhoneiro, natural do Paraná, disse que receberia R$ 50 mil para transportar a droga do Mato Grosso do Sul até Salvador.

O proprietário da oficina foi ouvido no fim de semana e liberado. De acordo com delegado Leonardo Almeida Rodrigues, chefe da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal, a droga apreendida pela operação policial é diferenciada. “Tudo indica que a carga tenha vindo de fora do país, mas só o aprofundamento das investigações poderá dizer a sua real origem”, afirmou.

Segundo o delegado do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc), Omar Leal, a droga apreendida está avaliada em meio milhão de reais. Ele acredita que Helvécio já tenha feito anteriormente este transporte de entorpecentes para a capital baiana. “Embora sem passagens pela polícia, o modo como a droga estava acondicionada entre o restante da carga faz crer que este é um esquema preparado com bastante precisão e que não é a primeira vez que isto ocorre”, explicou.

Também participaram da apresentação, assim como da operação policial que resultou nesta apreensão, o comandante da Rondesp BTS, major PM Ricardo Mattos, e o titular da 1ª Delegacia de Homicídios, Marcelo Sansão.

Notícias Relacionadas