Operação faz mais cinco prisões de traficantes na Engomadeira

Salvador – Apontado, após a morte do traficante “Sassá”, o Três de Ouros do Baralho do Crime, como sucessor no comando do tráfico de drogas na região da Engomadeira e de Tancredo Neves, Ronildo Ribeiro Santana, o “Cebola”, 40 anos, foi preso, na noite da última sexta-feira (9), em Alagoinhas, depois de conseguir fugir ao cerco promovido pela Operação Centaurus, deflagrada na quinta-feira (8) naqueles bairros e ainda sem data para ser encerrada. Quatro outros traficantes também foram presos no fim de semana, em cumprimento a mandados de prisão.

Os cinco traficantes apresentados à imprensa, na manhã desta segunda-feira (12
Os cinco traficantes apresentados à imprensa, na manhã desta segunda-feira (12

Além de Cebola, a polícia capturou Valdélio Santana Miranda, o “Neu”, 21, terceiro na hierarquia do tráfico local, Rafael Alves de Jesus, 28, Alexinaldo Souza dos Santos, o “Lequi”, 24, e Luan Santos Estrela, 20, além de apreender oito quilos e meio de maconha, quatro quilos de cocaína e crack e uma submetralhadora Beretta 9mm, num imóvel utilizado pela quadrilha como esconderijo e armazenamento de drogas e armas.

Os cinco foram apresentados à imprensa, na manhã desta segunda-feira (12), durante coletiva no auditório do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba, pelos delegados José Bezerra, diretor adjunto do DHPP, e Guilherme Machado, do Departamento de Narcóticos (Denarc), além do major Enéas Estrela, da 23ª Companhia Independente da Polícia Militar.

Cebola, com mandado de prisão em aberto e já condenado a sete anos e meio de prisão por tráfico pela 2ª Vara de Tóxicos de Salvador, foi preso na casa de parentes em Alagoinhas, para onde havia fugido. Já o traficante Neu, também com prisão decretada, foi capturado na Estação Rodoviária, em Salvador, quando tentava embarcar para a cidade de Conde, onde reside sua avó. Rafael, já denunciado pela ex-companheira por ameaça, e Lequi foram presos com drogas na Engomadeira.

De acordo com Guilherme Machado, esta foi a segunda etapa da operação, uma vez que as polícias Civil e Militar continuam investigando e identificando outros integrantes do bando. “A situação na Engomadeira e em Tancredo Neves está sob controle. Estamos fazendo incursões tanto nas áreas mais críticas quanto no entorno destes bairros, objetivando a manutenção da ordem “, salientou o major Estrela.

Notícias Relacionadas