Manifestantes protestam no México contra prossível privatização da Pemex

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Manifestantes saíram às ruas hoje (12), na Cidade do México, para protestar contra a proposta do governo de reforma do setor energético, que sugere, inclusive, privatizações. O projeto foi entregue pelo presidente do México, Enrique Peña Nieto, ao Congresso Nacional.

No documento, há recomendação de investimentos privados no setor de hidrocarbonetos e na petroleira Petróleos Mexicanos (Pemex). O governo rebate as críticas argumentando que a reforma possibilitará investimentos no país, que serão transformados em ganhos na qualidade de vida para a população.

Em mensagem à sociedade mexicana, Peña Nieto disse que a reforma compreende uma “transformação profunda” no setor energético e abre a petroleira estatal para investimentos privados. “O México se encontra diante de uma oportunidade histórica e tem a chance de empreender uma reforma energética capaz de elevar a qualidade de vida de todos os mexicanos”, disse.

Porém, pesquisas de opinião feitas recentemente mostraram que há restrições da maior parte dos entrevistados à proposta do governo. Os mais críticos lideraram hoje um protesto na Cidade do México com cartazes e faixas de oposição à reforma de Peña Nieto. Também houve participação intensa no Twitter.

Notícias Relacionadas