Guardas municipais de Salvador encerram paralisação

Salvador – Após 11 dias de paralisação, os guardas municipais de Salvador decidiram retomar as atividades e voltam nesta terça-feira (13) ao trabalho. A categoria, que estava de braços cruzados desde o último dia 2, lutou por ajustes na carga horária e melhorias nas condições de trabalho.

A maior parte da categoria aprovou, em assembleia na manhã de hoje, na sede da Guarda Municipal (GM), na Avenida San Martin, as propostas da Prefeitura: a escala de 24h por 72h (24 horas de trabalho e 72 horas de folga) para os guardas lotados no patrimônio, com direito a uma folga; seis horas diárias, de segunda à sexta, para o Patrulhamento Ostensivo (P.O.); permuta livre; garantia de 800 vagas mensais para operações especiais; ativação de postos patrimoniais nas estações de transbordo; compromisso da gestão de não perseguição aos grevistas; a permanência dos GMs nos patrimônios públicos e a criação de uma mesa permanente de negociações entre os trabalhadores e a Prefeitura de Salvador.

“Esse acordo só foi possível porque lutamos pelos nossos ideais e pelo fato dos servidores entenderem a orientação da direção do Sindicato, de que neste momento era necessário haver um meio termo. Agora, cabe a nós lutarmos para que as condições de trabalho que tanto ansiamos sejam executadas pela gestão municipal”, observou o diretor do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps) Bruno Cruz.

Notícias Relacionadas