Portuguesa bate o São Paulo por 2 a 1 no Canindé

São Paulo – Depois de sua excursão pela Europa e Japão, o São Paulo retornou ao Campeonato Brasileiro neste domingo (11), no clássico contra a Portuguesa e o time do Canindé venceu a partida por 2 a 1.

Com 12 pontos, a Portuguesa ainda não deixa a zona de rebaixamento, onde também está o São Paulo, com nove pontos ganhos.

A Portuguesa arriscou logo no começo do jogo com Diogo, que mandou a bola com perigo para a meta de Rogério Ceni. A equipe da casa pressionava pelo gol e Moisés arriscou aos sete minutos, para outra boa defesa do goleiro do São Paulo.

Aos nove minutos, Aloísio recebeu na direita e bateu cruzado para a defesa de Lauro. A Portuguesa tinha mais presença ofensiva nos minutos iniciais, explorando os espaços deixados pelo São Paulo.

O São Paulo teve sua chance com Luís Fabiano, que aproveitou cruzamento para tentar o chute, mas a defesa do time da casa fez o corte.

A Portuguesa promoveu a entrada de Jean Mota no lugar do lesionado Souza aos 29 minutos. O São Paulo buscava a pressão, mas ainda sem conseguir criar chances reais de gol.

Diogo abriu o placar aos 37 minutos, aproveitando cobrança de escanteio que a defesa são-paulina não conseguiu afastar para colocar a Portuguesa na frente do marcador.

O São Paulo respondeu aos 41 minutos com Luís Fabiano, que invadiu a área e foi desarmado por Lauro na hora da finalização. 

Aos 25 segundos do segundo tempo, Lucas Evangelista empatou o placar do Canindé, ao driblar a zaga, invadir a área e mandar a bola no canto direito da meta da Lusa.

O São Paulo teve a chance de virar o placar quando Aloísio foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Rogério Ceni foi para a cobrança, mas Lauro defendeu.

A Portuguesa tentava segurar o São Paulo, que buscava se movimentar no campo de ataque. Luís Fabiano completou cruzamento aos 21 minutos, mas mandou a bola pela linha de fundo.

Diogo recolocou a Portuguesa na frente do placar aos 33 minutos, tirou a defesa e bateu forte para anotar o gol da vitória da Portuguesa.

No final da partida, Ganso lança na área, Aloísio se precipita colocando a mão na bola que entraria na meta da Lusa, e invalida o lance.

Notícias Relacionadas