‘Não depilei por escolha’, diz Nanda Costa sobre nu na ‘Playboy’

Nanda Costa foi clicada por Bob Wolfenson para a 'Playboy' (Foto: Divulgação)
Nanda Costa foi clicada por Bob Wolfenson para a ‘Playboy’
A depilação da atriz Nanda Costa nas fotos que fez para a Playboy de agosto alvoroçou os usuários do Twitter neste sábado. O assunto galgou posições rapidamente entre os assuntos mais comentados, chegando ao quarto e, finalmente, ao segundo lugar no ranking dos “trending topics”.

Alguns traçaram paralelos com um ensaio antológico da atriz Claudia Ohana, também para a Playboy, em 1985. A comparação é um exagero: Nanda Costa, muito ou pouco, depilou-se, enquanto Claudia era pura naturalidade.

Outros fizeram brincadeiras com o fato de que o ensaio foi realizado em Cuba – a ilha dos barbudos revolucionários.

No começo da noite, às 19h30, a própria atriz resolveu dar sua contribuição ao debate, com bom humor e trocadilhos. “Não depilei por escolha”, escreveu Nanda, a protagonista Morena de Salve Jorge, última novela das nove da Globo. “Fiz até foto em uma barbearia, mesmo assim não mudei de ideia.”

Os pelos púbicos têm tudo a ver com sexo e maturidade. Como todos os pelos, sua função primitiva é ajudar ferormônios a se espalhar pelo ambiente. Eles só surgem depois do início da puberdade. A mulher sem pelos é virginal.

Por isso, nos anos 70, as feministas usaram os pelos – nas axilas, nas pernas, no sexo – como um emblema de sua independência: não sou a menininha de ninguém! Algumas gostavam de mencionar a mais curiosa representação de Vênus, a deusa da beleza, na Antiguidade: a Vênus Barbada.

Se não depilou “por escolha” – e resolveu fazer outra foto com um charuto na mão – Nanda Costa deve estar pensando em alguma coisa desse tipo. Ou será que não? (Veja)

Notícias Relacionadas