Brasília recebe DJs de vários estados para campeonato nacional da categoria

Carolina Gonçalves
Da Agência Brasil

Brasília – Doze DJs vão se revezar em um palco montado no Museu Nacional da República, na Esplanada dos Ministérios, na capital federal, no fim da tarde de hoje (11), em busca da vitória na principal competição de DJs do Brasil, intitulado DJ Scratch 2013. O evento, que está na segunda edição, foi criado no ano passado por um grupo de DJs de Brasília, especializados em um método conhecido como turntablism, ou seja, a criação de sons e músicas a partir de aparelhos de fonógrafo e mixer. Na segunda edição, o campeonato ganhou dimensão nacional

“Brasília não tinha um festival como este, e aqui tem bastante espaço para os DJs. A ideia é reunir esses profissionais e mostrar os talentos da cidade”, disse o DJ Higo Melo, um dos organizadores do campeonato. A primeira edição do evento reuniu 400 visitantes e oito competidores. Este ano, a expectativa é que cerca de 800 pessoas acompanhem a disputa entre os 12 competidores.

Os vencedores serão escolhidos por nomes famosos na profissão, que colecionam experiências internacionais, como os DJs Celsão, Jamaika, Dog Daia, Zulu e Ocimar. Nas pickups, além dos três competidores do Distrito Federal (DJ Brother, DJ Paulinho e DJ Alan – vencedor do ano passado), o evento terá a participação de profissionais de São Paulo (DJ Ronan Tárrega, DJ Fabinho BW, DJ Nasga, DJ Crew, DJ Buiu), de Goiás (DJ Sancro), da Paraíba (DJ Guirraiz), de Mato Grosso do Sul (DJ Gio Marx) e do Maranhão (DJ Juarez Mixer).

“Com o evento nacional, a gente consegue trazer para Brasília esse olhar sobre novas técnicas. Tem muito espaço para trabalho aqui. A gente mostra os DJs da cidade e traz essas experiências de outras cidades para os DJs daqui”, avaliou.

Para Higo Melo, apesar de Brasília ainda não fazer parte dos destaques nessa área, os profissionais da capital do país vão competir no mesmo nível dos demais participantes. Os DJs Brother, Paulinho e Alan estão há mais de dez anos no mercado. Cada competidor terá quatro minutos para apresentar uma performance. Segundo Higo Melo, o tempo é suficiente para que eles mostrem novas técnicas e criatividade.

O vencedor do campeonato vai ganhar um fone de ouvido especial e um software que transforma mídias em MP3 em vinil. Os DJs trabalham, principalmente, com discos de vinil para desenvolverem sons e músicas. O segundo colocado vai receber um fone de ouvido e um disco especial que é preparado para receber os sons de MP3 (abreviação de MPEG Layer 3- formato de compressão de áudio digital, desenvolvido pelo Moving Picture Experts Group) transformados.

Além da classificação final, os dois melhores DJs da Região Centro-Oeste vão representar a região no IDA Brasil, fase preliminar do campeonato internacional de DJs, marcado para dezembro na Polônia. O representante brasileiro é escolhido na competição que ocorre em novembro, na capital paulista.

Notícias Relacionadas