Manifestantes mantêm ocupação no plenário da Câmara de Vereadores do Rio

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O plenário da Câmara Municipal permanece ocupado por manifestantes contrários à composição da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Ônibus, que elegeu como presidente o vereador Chiquinho Brazão (PMDB), e não o autor da proposta, Eliomar Coelho (PSOL), que, pela tradição parlamentar, ocuparia a presidência.

A luz do plenário foi cortada às 14h45, o que provocou indignação dos manifestantes, que também foram impedidos de usar os banheiros da Câmara.

O objetivo dos manifestantes é entregar uma carta de reivindicações ao presidente da Casa, Jorge Felippe (PMDB). Entre as reivindcações, destacam-se a anulação da reunião em que foram eleitos os membros da CPI dos Ônibus, a saída da comissão dos vereadores Chiquinho Brazão, Jorginho da SOS (PMDB), Renato Moura (PTC e Professor Uóston (PMDB), da base de apoio ao prefeito Eduardo Paes, e que Eliomar Coelho seja o presidente da CPI.

Notícias Relacionadas